5 desafios da contabilidade nas empresas de transporte

5 desafios da contabilidade nas empresas de transporte

A contabilidade nas empresas de transporte precisa lidar com as obrigações fiscais complexas e burocráticas, que mudam com enorme frequência.

No entanto, a rotina contábil não se resume a isso: também é preciso cuidar de uma documentação trabalhista que tem características próprias, estar atento às diferentes formas de tributação, além de outros desafios. 

Entenda porque é preciso contar com um profissional contábil qualificado para sua transportadora se manter saudável e em crescimento.

Contabilidade nas empresas de transporte: os desafios

desafios da contabilidade nas empresas de transporte

A contabilidade é imprescindível para controlar as atividades e os resultados de qualquer transportadora, não importando o tamanho da frota.

É a ferramenta de maior importância para destacar como estão se desenvolvendo as operações, o custo das prestações de serviços e os resultados que estão sendo obtidos.  

São diversos os custos envolvidos e inúmeros detalhes fiscais a controlar minuciosamente para o perfeito funcionamento de uma empresa de transportes.

Assim, os desafios da contabilidade nas transportadoras crescem na mesma proporção do porte do negócio. Vejamos alguns deles:

1. Alterações na legislação dos transportes

Nos últimos anos, temos presenciado uma grande mudança no setor de transportes de cargas com a vigência de novas leis e regras para emissão de documentos fiscais.

Em pouco tempo, por exemplo, a emissão de Conhecimentos de Transporte deixou de ser feita em papel e se tornou digital com a implantação do CT-e através do AJUSTE SINIEF Nº 09/2007. 

Com isso, foi criado todo um aparato de normas técnicas que a contabilidade da empresa de transportes precisa conhecer.

As mudanças na legislação dos transportes afeta diretamente a rotina diária das empresas do setor. Por isso, o profissional contábil precisa estar constantemente atento às mudanças, o que é um importante desafio diante da legislação brasileira.

  Documento Eletrônico de Transporte (DT-e): o que é e como vai funcionar

2. A complexidade da tributação

contabilidade transportadora

Sem duvidas, a tributação é um grande desafio da contabilidade nas empresas de transporte. Além de termos uma das legislações fiscais mais complexa do mundo,  ela muda com uma frequência enorme.

Os diferentes modais envolvidos no transporte, a tributação nas subcontratações e redespachos, as alíquotas de ICMS distintas para cada estado, enfim… Há diversos procedimentos de rotina que por si só refletem o cuidado minucioso que é preciso ter com a questão fiscal.

Uma pequena falha na emissão de um Conhecimento de Transporte, por exemplo, pode causar grandes dores de cabeça com o fisco. Contar com um sistema emissor de CTe que seja prático, inteligente e simples de usar traz tranquilidade e faz uma enorme diferença na rotina.  

3. A folha de pagamento diferenciada

É comum que as empresas do setor de transporte de cargas mantenham um ritmo de trabalho constante, com veículos “rodando” 24 horas por dia para cumprir com os contratos e prazos de entrega.  

Assim, deve existir uma escala de turnos de trabalho para que sempre haja motoristas, analistas e gestores à disposição. É preciso manter a empresa operando o tempo todo e, claro, respeitar as regras que estipulam os períodos de descanso dos funcionários.

A contabilidade tem o desafio de cuidar de uma folha de pagamento totalmente diferenciada e que tem, inclusive, horas extras e adicional noturno.

Para o transporte de cargas perigosas, ainda existe a obrigatoriedade do pagamento do adicional de periculosidade e de curso MOPP (Movimentação de Produtos Perigosos) para os motoristas.  

O dissídio da categoria contém regras que precisam ser cumpridas e devem constar corretamente na documentação do trabalhador. O cuidado com todas essas questões diminui os riscos da empresa de transportes sofrer ações trabalhistas ou multas e autuações.

4. A correta análise e classificação de custos

analise de custos contabilidade transportes

Os custos do setor de transporte são variados e demandam uma classificação correta para a melhor tomada de decisões.

É preciso conhece-los a fundo para que os gestores da empresa possam definir estratégias de redução de despesas sem abir mão da qualidade dos serviços.

A correta classificação de custos fixos e variáveis gera um melhor controle financeiro e contábil. 

Por exemplo, o cálculo de depreciação dos veículos influencia nos resultados da empresa. É importante saber que cada veículo tem seu próprio ritmo de depreciação, por isso não basta contar com um cálculo médio ou aproximado.

Além da depreciação, outros custos importantes e complexos que fazem parte dos desafios da contabilidade nas empresas de transporte são:

  • Manutenção de veículos (preventiva e corretiva);
  • Combustível;
  • Pedágios;
  • IPVA e Seguro Obrigatório;
  • Seguro de carga;
  • Remuneração de capital;
  • Outros…

5. Logística e infraestrutura

No Brasil, a infraestrutura rodoviária é precária na maioria das regiões, o que dificulta e limita a acessibilidade dos veículos.

O desgaste nos percursos, bem como os pedágios de alto custo influenciam decisivamente na logística e no controle contábil de uma empresa de transportes.

Outra questão é a a necessidade de contratar seguros devido a própria infraestrutura deficitária, a criminalidade, pelo risco de falhas do motorista ou acidentes causados por terceiros. Em caso de sinistro, os processos judiciais podem desestruturar as finanças da empresa. 

O papel do profissional contábil no setor de transportes

papel da contabilidade nas transportadoras

O profissional contábil oferece soluções que vão além da regulamentação da transportadora.

A contabilidade de hoje não pode mais ser confundida com uma tarefa puramente burocrática. O papel dos contadores cresceu e se tornou uma peça-chave na gestão das empresas.

Apesar dos desafios do setor, os avanços da tecnologia tornam a contabilidade mais simples e eficiente para o setor de transportes. Com isso, as empresas mantém as obrigações fiscais em dia, evitam autuações e podem economizar impostos dentro dos limites legais.

E você, concorda com os desafios da contabilidade nas empresas de transporte que foram listados nesse artigo? Deixe um comentário!

 

| Newsletter
Gostou desse artigo? Inscreva-se gratuitamente e receba novos conteúdos por e-mail.

Este post tem 2 comentários

  1. Legal, parabéns aos idealizadores.

    1. Olá!
      Ficamos felizes que tenha gostado deste conteúdo.
      Abraços da equipe SimplesCTe.
      🙂

Deixe uma resposta

Fechar Menu
Simples CT-e