CTe substituto ou CTe de substituição é um documento utilizado para sanar erros de um Conhecimento de Transporte Eletrônico emitido anteriormente e que não pode mais ser cancelado. Também pode ser utilizado para solucionar erros que não podem ser resolvidos através de uma Carta de Correção. Neste artigo, explicamos tudo o que você precisa saber sobre quando e como emitir um CTe substituto. Acompanhe!

Se você emitiu um CTe com o tomador errado ou com o valor incorreto, e os prazos normal ou extemporâneo de cancelamento já se esgotaram, o CTe substituto pode resolver esse problema. 

No entanto, é mais prático cancelar o CTe com erros e emitir um novo do que providenciar um CTe substituto. Mas pra isso, você precisa analisar a situação como um todo para saber qual a melhor opção para resolver esses erros. 

Para te ajudar a tomar a decisão correta, antes de mais nada vamos explicar como funciona o cancelamento de CTe e a Carta de Correção.

Qual o prazo para cancelamento de CTe?

Antes de você iniciar a emissão de um CTe substituto para corrigir os erros de um documento anterior, vamos verificar as regras para cancelamento de CTe:

  1. Na maioria dos estados, um CTe que possui erros pode ser cancelado em até 7 dias (168 horas) a contar da data de emissão;
  2. No estado do Mato Grosso, o prazo para cancelamento do CTe é diferente: você tem apenas 2 horas pra isso, a contar do momento em que ele foi emitido;
  3. Se o CTe já foi manifestado, você tem até 24 horas para cancelar o MDFe para depois cancelar o CTe manifestado (deixamos um vídeo explicando essa questão logo abaixo);
  4. O cancelamento extemporâneo de CTe (cancelamento fora do prazo normal) pode ser realizado em até 31 dias, a contar da data de emissão;
  5. O cancelamento normal ou extemporâneo só podem ser realizados se a prestação de serviço de transporte ainda não foi iniciada;
  6. O CTe a ser cancelado não pode ter tido nenhum evento registrado. 

Veja mais sobre cancelamento extemporâneo de CTe neste artigo: O que é Cancelamento Extemporâneo de CTe e como fazer.

Quer saber como cancelar um CTe que já foi manifestado? No vídeo abaixo, o Nathan explica:

Carta de Correção para CTe: o que pode ser corrigido?

Será que é possível emitir uma Carta de Correção para CTe a fim de corrigir o tomador ou o valor do frete? 

Em primeiro lugar, a Carta de Correção para CTe só pode ser emitida quando o documento estiver com o status “Autorizado”. Isso significa que se você já solicitou o cancelamento de um CTe, este terá o status “Cancelado” e não será possível emitir uma Carta de Correção para ele.

A Carta de Correção para CTe poderá ser transmitida em até 30 dias (720 horas) a contar da sua autorização de uso pela SEFAZ, e pode ser emitida para corrigir campos básicos do Conhecimento de Transporte, tais como:

  • CFOP – Código Fiscal de Operações e de Prestações;
  • Campo de observações.

Assim, a Carta de Correção NÃO poderá ser emitida para sanar os erros correspondentes às seguintes situações:

  1. Corrigir variáveis que influenciam no valor dos impostos, tais como:

  • Base de cálculo;
  • Alíquota do imposto;
  • Diferença de preço da mercadoria;
  • Quantidade;
  • Valor da prestação de serviço (frete).
  1. Correção de dados cadastrais que implique mudança dos campos:

  • Emitente;
  • Tomador;
  • Remetente;
  • Destinatário.
  1. Correção de datas como:

  • Data de emissão; 
  • Data de saída.

Saiba mais sobre Carta de Correção para CTe neste artigo: Carta de Correção de CTe: o que pode (e o que não pode) ser corrigido?

RNTRC 100% digital

Emita CTe online, MDFe e CIOT em segundos, praticamente no automático, de onde você estiver. 

Quando posso emitir CTe substituto?

O CTe substituto, como o próprio nome revela, substitui um CTe emitido anteriormente, seja para corrigir erros impossíveis de resolver por carta de Correção ou, quando o prazo de cancelamento do CTe já se esgotou. 

Para simplificar, listamos todas as regras para emitir CTe substituto. Vamos lá:

  1. O CTe substituto pode ser emitido para alterar o valor da prestação de serviço ou para alterar o tomador do serviço;
  2. O CTe Substituto não pode ser cancelado, então verifique todos os dados antes de enviá-lo para autorização da SEFAZ;
  3. CTe Substituto deve ter as mesmas Notas Fiscais do CTe original que contém erros;
  4. O CNPJ do emitente do CTe Substituto deve ser o mesmo do CTe a ser substituído. Ou seja, se o CTe original foi emitido por uma filial da transportadora, o CTe substituto também deve ser emitido pela mesma;
  5. A autorização do CTe de substituição deve ocorrer em até 60 dias, a contar da data de autorização do CTe original, aquele que você deseja substituir.

Como emitir CTe substituto para valores?

Nesse caso, você pode emitir um CTe Substituto se o valor da prestação de serviço tenha saído acima do valor correto. Se o valor da prestação tiver saído a menor, você deve emitir o CTe complementar com os valores faltantes.

O CTe de substituição de valores só pode ser emitido quando o tomador do serviço de transporte for contribuinte do ICMS.

Ou seja, caso o CTe que contém erros possui um tomador que não é contribuinte do ICMS e não emite NFe, você deve gerar um CTe de anulação após receber a Nota Fiscal de anulação de frete.

Em caso de dúvidas, considere o tipo de tomador antes de emitir um CTe substituto:

  • É contribuinte do ICMS e emite Nota Fiscal = CTe de Substituição
  • Não é contribuinte do ICMS e não emite Nota Fiscal = CTe de Anulação

Como emitir CTe substituto para corrigir o tomador?

Se você precisa alterar o tomador de um CTe emitido e que já foi autorizado, mas que não pode mais ser cancelado, é possível emitir um CTe substituto para sanar esse erro.

Mas pra isso, o CNPJ do tomador do CTe substituto deve constar no CTe que possui erros, ou seja, naquele CTe que você deseja substituir. Vejamos as regras nesse caso:

  1. O tomador correto já deve constar no CTe a ser substituído em alguma dessas opções: destinatário, remetente, expedidor ou recebedor;
  2. O novo tomador deve estar localizado na mesma UF do tomador original;
  3. O tomador original deve providenciar o evento de ‘’Prestação de Serviço em Desacordo’’ para que o CTe com erros possa ser substituído.

O que é prestação de serviço em desacordo para CTe?

Trata-se de um novo evento que surgiu à partir da versão 3.0 do Conhecimento de Transporte Eletrônico, instituído pelo Ajuste SINIEF 10, de 8 de julho de 2016. 

Através desse evento, o tomador (pagador do frete) pode se manifestar em relação à discordância da prestação de serviço que está descrita no CTe emitido pela transportadora. Alguns exemplos dessa discordância, são:

  • CNPJ;
  • Prazos;
  • Valores.

Somente o tomador tem autoridade para registrar o evento de Prestação de Serviço em Desacordo, cujo prazo para registro é de 45 dias a contar da data de validação do CTe.

Essa prática, antes era conhecida como “Manifestação Eletrônica do Destinatário”, onde ele informava o Fisco sobre a recusa de uma venda ou prestação de serviço. À partir dessa recusa, se tornou possível evitar, inclusive, que o CNPJ seja envolvido em alguma operação fraudulenta.

Quando um tomador, que possui CNPJ e Inscrição Estadual, registra o evento de Prestação de Serviço em Desacordo, não é mais necessário emitir uma Nota Fiscal de Anulação de Valores. 

Veja também: CTe em contingência e MDFe em contingência: o que significam e quando emitir?

Perguntas e respostas sobre CTe substituto

1) Posso emitir um único CTe substituto para corrigir vários CTe’s com erros, de um mesmo tomador?

A resposta é não. Para cada CTe com erros, deve ser emitido um CTe de substituição, e este último não poderá ser cancelado.

2) Qual o prazo para emitir CTe substituto?

Um CTe substituto deve ser emitido em até 60 dias após a emissão e autorização daquele CTe que você deseja substituir.

Emiti um CTe errado: o que fazer?

Ainda não tem certeza se emitir um CTe substituto é a opção correta pra você?

Confira nosso Post Interativo: Emitir um CTe errado: o que fazer? Nele, você pode clicar nas situações de erro que está enfrentando e receber a resposta mais adequada.

Precisa de um sistema emissor de CTe rápido e inteligente? Clique aqui e peça um teste gratuito do SimplesCTe! Experimente as vantagens da emissão de documentos de transporte em SEGUNDOS, praticamente no automático.

Se você ficou com alguma dúvida, deixe um comentário! Se este conteúdo foi útil pra você, considere se inscrever em nossa newsletter gratuita e receba os próximos artigos diretamente no seu e-mail.

 

Gostou desse artigo?
Inscreva-se gratuitamente e receba novos conteúdos em primeira mão!

 

Deixe uma resposta